ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

14-Avani Dantas

15-Luiza dos Santos

17-Tiago de Andrade (filho/Vera)

19-Yan Ferreira (E. Sátiro)

20-Dc. Josias Batista

21-Rivanda Belmont

22-Isabel Cristina

CULTO COMEMORATIVO: no domingo 28/10, pela manhã, teremos um culto comemorativo da Reforma Protestante. A reflexão bíblica de 15 a 20 minutos será feita pelo Dc. Josias conforme escala de outubro. Em seguida, o pastor da Igreja fará uma exposição sobre esse fato histórico.

Tamanho da letra:

 

  A REVERÊNCIA NOS CULTOS

     O culto que oferecemos a Deus é o ponto culminante da nossa vida cristã. É o  momento em que nos reunimos em nome do Senhor Jesus para adorar a Deus, é um momento sagrado, revestido de solenidade pela grande razão da presença do Senhor no meio da Igreja, conforme promessa Sua: “Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu, ali estou no meio deles” Mt 18.20. Qualquer culto oferecido a Deus em nome de Jesus, independente de ter muitos ou poucos irmãos, é o grande momento em que Deus se reúne com o seu povo. É um momento de comunhão, de celebração, de adoração, de reverência, de respeito, de parar para ouvir a voz de Deus através das orações, dos louvores, da leitura e exposição das Sagradas Escrituras.

    A Bíblia diz que o patriarca Jacó quando acordou do seu sono em que teve uma visão de Deus, fez uma constatação que todo o crente em Cristo deveria fazer quando estivesse cultuando a Deus: “...: Na verdade, o SENHOR está neste lugar, e eu não sabia. E, temendo, disse: Quão temível é este lugar! É a Casa de Deus, a porta dos céus”. Gn 28.16,17.

      Acontece que temos observado em nossos cultos um senta levanta, conversas paralelas, uso do celular, etc. que denotam que alguns irmãos não estão tendo uma concepção correta do culto a Deus. Vejo nessa atitude uma falta de temor a Deus, de respeito a Sua augusta presença.

     O Senhor Jesus fez uma pergunta a Pedro no momento mais difícil de Sua vida, que foi o momento em que estava orando em agonia no Getsêmani. “E, voltando para os discípulos, achou-os dormindo; e disse a Pedro; Então, nem uma hora pudestes velar comigo?”. Esta pergunta bem poderia ser feita a esses irmãos que sobem para a casa do Senhor para cultuar a Deus, mas que não levam a sério o culto a Deus. “Nem uma hora pudeste velar comigo?” Mt 26.40. Os nossos cultos tem em média duas horas de duração, não é um tempo excessivamente longo. O ambiente é gostoso, ar condicionado, boas companhias, música, boas pregações, etc, além de tudo isso, o que é mais importante, a presença do Senhor no meio da Igreja.

      Salomão em Eclesiastes orienta como os crentes devem se comportar no momento da adoração a Deus: “Guarda o pé, quando entrares na Casa de Deus; chegar-se para ouvir é melhor do que oferecer sacrifícios  de tolos, pois sabem que fazem mal. Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu, na terra; portanto, sejam poucas as tuas palavras”. Ec 5.1,2.   Pr. Eudes Lopes Cavalcanti