ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

09-José Afonso (E. Sátiro)

10-Neusa de Moura

12-Edvando Bonifácio (Dc. R. do Sol)

14-Mª Teodória

15-Mª Eliane

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:

Os desafios da vida cristã

      Nós cristãos estamos enfrentando desafios todos os dias não importa se somos crentes novos ou antigos, lideres ou liderados.

      O primeiro desses desafios é o de manter a nossa vida espiritual sadia. Esse desafio só será superado se dermos o devido lugar em nossas vidas para a Palavra de Deus e para a oração. Quanto a Palavra de Deus, ela é o nosso guia espiritual. A Bíblia revela a vontade de Deus para as nossas vidas. O cristão verdadeiro sabe da importância desse livro, pois ele é o único que alimenta a sua alma. Quanto à oração, ela é o único meio que temos de falar com Deus. Foi o próprio Deus que estabeleceu esse meio. O cristão genuíno sabe que precisa está sempre aos pés do Senhor em oração, suplicando pela sua vida, pela de sua família, pela Igreja que congrega e pelo povo de Deus em geral, para receber graça e poder.

     Outro grande desafio é manter a vida limpa do pecado. O pecado é uma tragédia na vida do cristão, pois ele fere a santidade de Deus e enfraquece a sua vida espiritual. Devemos resistir ao pecado com a ajuda divina e não deixar que ele nos domine. Deus graciosamente oferece os meios para nos livrarmos dos pecados e esses meios são: arrependimento, confissão e abandono. Isso acontecendo, a eficácia do sangue de nosso Senhor Jesus nos purifica de todo o pecado.

     Outro grande desafio é de nos mantermos ocupados com a obra do Senhor, através do ministério da igreja local. A Igreja é uma instituição divina e Deus ordenou que os que cressem nele se ajuntassem para fazer a Sua obra através da Igreja a que pertencem. Essa obra tem quatro dimensões, a saber: adoração, edificação, proclamação e beneficência. O crente genuíno é um crente engajado nos trabalhos de sua Igreja.

    Deus com certeza dará graça para vencermos esses desafios, mas lembremo-nos de que também participamos desse processo. Pastor Eudes Lopes