ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

09-José Afonso (E. Sátiro)

10-Neusa de Moura

12-Edvando Bonifácio (Dc. R. do Sol)

14-Mª Teodória

15-Mª Eliane

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:

As coisas que em breve devem acontecer (III)

O Período Tribulacional

Antes de a Grande Tribulação ser tratada no Novo Testamento, os profetas antigos já faziam menção ao “grande e terrível dia do Senhor”, dia ou período de tempo esse em que a humanidade sofreria os terríveis castigos de Deus (Jl 2.31; Ml 4.5;...). O Senhor Jesus em seu sermão escatológico registrado em Mateus, Marcos e Lucas, falou sobre um período de tribulação para todos, o qual nunca aconteceu antes nem acontecerá depois dele, e que se não fora abreviado por causa dos eleitos, ninguém escaparia. (Mt 24.21).Falando a Igreja de Filadélfia (Ap 3.10) o Senhor Jesus disse que a guardaria da hora da provação que havia de vir sobre o mundo inteiro para provar os que habitam na face da terra. Esse Período Tribulacional corresponde aos juízos de Deus previstos no Apocalipse através das sete trombetas e das sete taças, como manifestação da ira de Deus sobre o mundo iníquo (Apocalipse 8 a 18). Na Escatologia discute-se se a Igreja irá passar pela Grande Tribulação ou não. Um grupo de teólogos acha que não, que ela será arrebatada antes da sua instalação – são os Pré-Tribulacionistas. Outros admitem que a Igreja seja arrebatada no meio da Grande Tribulação – são os Meso-Tribulacionistas, e ainda outros pensam que a Igreja irá passar pela Tribulação, mas que será preservada por Deus dos juízos derramados sobre todos – esses são os Pós-Tribulacionistas. Quanto ao tempo da Grande Tribulação, uns acham que ela já aconteceu no primeiro século da era cristã – são os Preteristas. Outros acham que ela aconteceu e está acontecendo ao longo da história – são os Historicistas e outros acham que ela será um acontecimento futuro – são os Futuristas. É melhor pensar que o período tribulacional é um período de tempo de intenso juízo sobre um mundo incrédulo e que não aconteceu ainda, apesar de Deus sempre ter tratado, ao longo da História, os pecados dos homens através de seus justos juízos, pois o Senhor Jesus disse que nunca aconteceu algo similar a esse período nem antes dele nem depois. Quanto ao arrebatamento da Igreja, em relação ao período tribulacional, é melhor pensar que ele acontecerá após a Grande Tribulação, pois Paulo disse que a Segunda Vinda não ocorrerá sem antes vir a apostasia e a manifestação do anticristo, coisas essas previstas no período tribulacional (2 Ts 2.1-12).    Pr. Eudes L. Cavalcanti