ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

19-Mário Lopes

21-Rebeca Brito

22-Dc. José Bruno

23-Hortência Gabriela (nora/Vera)

RETIRO ESPIRITUAL: O nosso Retiro Espiritual será realizado nas dependências de nossa Igreja, que por sinal, está preparada para esse tipo de atividade (pouquíssimas igrejas aqui em João Pessoa têm a estrutura que nós temos, que nos foi dada graciosamente por Deus). Teremos cultos no domingo (manhã e noite) e na segunda-feira (manhã e noite). No domingo e na segunda-feira teremos almoço na Igreja. Será cobrada a taxa de R$ 5,00 por almoço. Os conjuntos da Igreja (Getsêmani, Ebenézer, Bandinha e Ágape) participarão desses cultos. Os preletores serão da Igreja e outros obreiros convidados pelo Pastor da Igreja. Queremos contar com a presença de toda a Igreja nesse Retiro. O Presb. Evandro José é o responsável pelos almoços. A coordenação geral do Retiro é do Pastor Walter Moura. Nos próximos boletins daremos mais detalhes acerca de tema do Retiro, preletores, etc.

Tamanho da letra:

Não perdendo Jesus de vista

 

O evangelista Lucas no seu Evangelho registra um fato interessante não registrado pelos outros três evangelistas. O episódio deu-se quando Jesus tinha doze anos de idade e acompanhou os seus pais na ida para Jerusalém a fim de participarem de uma das festividades nacional de Israel, no caso a Páscoa. O texto sagrado nos diz que na volta para Nazaré caminharam o dia inteiro sem darem conta da ausência de Jesus no meio deles. Apavorados, procuraram-no na caravana e não o encontraram, então voltaram a Jerusalém e depois de três dias o encontraram no templo conversando com os doutores da Lei. Arguido pelos seus pais porque não os acompanhara na volta, Jesus disse paraeles que estava cuidando dos negócios do seu Pai Celestial (Lc 2.41-51).

Queridos irmãos, uma vez pela graça divina tivemos um encontro com Cristo e daí começou um relacionamento íntimo nosso, como crente, com ele. Ligamo-nos espiritualmente a Cristo de uma vez para sempre. Glória a Deus por isso!

Já que Jesus se ligou a nós e nós nos ligamos a ele, somos orientados pela santa Palavra de Deus a não o perdermos de vista, a olharmos firmemente para ele durante todos os dias de nossas vidas. “olhando firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus, o qual, em troca da alegria que lhe estava proposta, suportou a cruz, não fazendo caso da ignomínia, e está assentado à destra do trono de Deus” Hb 12.2.

Mas que vem a ser olhar para Jesus, não perdê-lo de vista? Parece-me que a resposta está em termos Jesus como modelo ou padrão de vida de seus seguidores. “Sede, pois, imitadores de Deus, como filhos amados” Ef 5.1.

Podemos também pensar como uma atitude de inteira dependência de Deus, pois o próprio Jesus disse em certa ocasião que sem ele nada poderíamos fazer (Jo 15.5). Se nós somos tão dependentes de Deus como a Bíblia revela, então não podemos perder Jesus de vista nem sequer por um momento.

Significa ainda o tema não perdendo Jesus de vista, como uma atitude de se levar em consideração os preciosos mandamentos dados por ele mesmo e pelos seus apóstolos, como princípios norteadores de nosso viver. “Falava ele ainda, quando uma nuvem luminosa os envolveu; e eis, vindo da nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu Filho amado, em quem me comprazo; a ele ouvi” Mt 17.5. Em relação aos mandamentos do Senhor convém lembrar aqueles que enfatizam uma vida de santidade e de serviço.

O tema não perdendo Jesus de vista, ainda, nos leva a pensar que não devemos perdê-lo de vista porque ele está vivo e atuante no meio da sua Igreja, dirigindo-a pela sua Palavra e pelo seu Espírito. “... Porque nós somos santuário do Deus vivente, como ele próprio disse: Habitarei e andarei entre eles; serei o seu Deus, e eles serão o meu povo” 2 Co 6.16 (Veja ainda Ap 2.1).

Voltando ao episódio do esquecimento dos pais de Jesus por todo um dia, podemos constatar que aquela atitude, mesmo que involuntária, levou a preocupações, angústia, prejuízo e outros problemas. Assim também acontecerá conosco se não levarmos em consideração a mensagem revelada pelo texto de Lucas 2.41-51.

Assim sendo amados, devemos ter os olhos fixos na pessoa amorosa de nosso Senhor Jesus Cristo que está com o seu olhar voltado para nós, sem desviá-lo nem por um momento sequer. Correspondamos, portanto, ao interesse de Jesus por nós e assim seremos crentes mais felizes.

Pr. Eudes Lopes Cavalcanti