ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

09-José Afonso (E. Sátiro)

10-Neusa de Moura

12-Edvando Bonifácio (Dc. R. do Sol)

14-Mª Teodória

15-Mª Eliane

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:

Adorando a Deus no Espírito

 

Deus ao criar o homem dotou-lhe da faculdade de poder se comunicar com Ele, de usufruir de Sua presença e de poder adorá-lo na beleza da Sua santidade. Com o advento do pecado o homem perdeu a comunhão com Deus, e esse relacionamento que era tão intimo ficou corrompido e o homem tornou-se inimigo de Deus. Esse afastamento do ser humano de Deus foi tão terrível que todos os seus descendentes foram contaminados pela culpa do pecado que destituiu no homem a glória de Deus. “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” Rm 3.23.

Graciosamente Deus preparou através de Cristo a obra reconciliatória. “E tudo isso provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados, e pôs em nós a palavra da reconciliação” 2 Co 5.18,19.

No seu programa eterno Deus determinou que os que cressem na obra reconciliatóriade Cristo e o aceitassem como Salvador e Senhor receberiam o Espírito Santo como dom celestial. O Espírito santo no interior do salvo é o agente que nos leva a fazer as coisas que são do agrado de Deus. Dentre as coisas do agrado de Deus, temos a que se relaciona a adoração.

É dever de todo o homem adorar a Deus na beleza de Sua santidade. Só os salvos, os que têm o Espírito é que tem condição de adorar a Deus como Lhe agrada.

Adorar a Deus no Espírito ou através do Espírito é adorá-Lo conforme Ele tem especificado em Sua Palavra. O pecador mesmo remido não pode nem deve inventar métodos de adoração a Deus. A maneira correta de adorar a Deus é adorá-Lo conforme Ele mesmo prescreveu nas Sagradas Escrituras. Segundo as Escrituras o culto para ser agradável a Deus tem que as seguintes partes componentes: oração, louvor, leitura e exposição das Escrituras e ofertório. Isso tudo deve ser feito de todo o coração. Deve também isso ser feito de forma organizada e ordeira. “Mas faça-se tudo decentemente e com ordem” 1 Co 14.40.

Tratando-se do louvor o mesmo pode ser oferecido a Deus de forma individual (solo), uníssona pela congregação (louvor congregacional), e através de grupos organizados. Em qualquer dessas manifestações de louvor deve-se ter em conta que estamos adorando ao Deus vivo e verdadeiro. O cântico que for apresentado a Deus deve ser bem preparado, bem cantado, com entusiasmos e principalmente com sinceridade de coração. As celebrações ao Senhor devem ainda partir de um coração santificado, humilde, consagrado. A Igreja deve ter cuidado para não oferecer a Deus fogo estranho. (Veja o episódio que levou a morte fulminante de dois sacerdotes, filhos de Arão. Lv 10.1-3).

Tem muita gente por aí oferecendo fogo estranho diante do Senhor. Tocando sem terem a vida consagrada. Cantando com o coração cheio de pecado e também oferecendo algum louvor a Deus com a poesia cheia de erros teológicos. É um risco muito grande que esses amados estão correndo. Quem faz isso não está agradando a Deus nem tampouco edificando a Igreja. Não está adorando a Deus no Espírito.

Hoje o coral de nossa Igreja, os Filhos do Rei, estar celebrando ao Senhor por mais um ano de existência. Louvamos a Deus pela vida de todos os seus componentes especialmente pelas vidas de Murilo e Cristyanne. 

Pr. Eudes Lopes Cavalcanti