ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

21-Rivanda Belmont

22-Isabel Cristina

24-Celeida Maria

25-Verônica Carlos

27-Severino Rafael (R. do Sol)

27-Edileuza Marcolino (E. Sátiro)

 

INTERCÂMBIO MOCIDADES (27/10): no próximo sábado, haverá em nosso templo o intercâmbio de nossa mocidade com a mocidade da Igreja Batista de Itapororoca/PB. Já houve um intercambio nosso com aquela igreja em Itapororoca, e no sábado em questão haverá a reciprocidade. A programação do culto é de responsabilidade da IB/IOO. Toda a Igreja está convidada para prestigiar esse evento.

CULTO COMEMORATIVO: no próximo domingo à noite teremos um culto comemorativo da Reforma Protestante. O pastor da Igreja irá pregar sobre os pontos teológicos da Reforma Protestante - os cinco Solas. Na introdução da mensagem o Pr. Eudes fará uma panorâmica sobre esse fato histórico.

Tamanho da letra:

O Deus que faz milagres

 
A Bíblia revela que Deus é o Deus dos milagres e das maravilhas. “Porque tu és grande e operas maravilhas; só tu és Deus” Sl 86.10. Graciosamente, Deus operou maravilhas no passado, opera no presente e operará no futuro, principalmente no meio do seu povo, daqueles que professam a fé em Cristo. A Bíblia ainda diz que Deus faz isso porque Ele é bom e porque a sua misericórdia dura para sempre. “Porque o Senhor é bom, e eterna, a sua misericórdia; e a sua verdade estende-se de geração a geração” Sl 100.5.
A Bíblia ainda revela alguns princípios que Deus estabeleceu e através dos quais os milagres acontecem, senão vejamos:
1) Deus realiza um milagre em resposta ao pedido de um crente quando há de fato uma necessidade premente. Observemos o episódio da passagem do Mar Vermelho. Deus abriu o Mar Vermelho para o seu povo passar porque se não acontecesse aquilo o seu povo teria sido destruído por Faraó e o seu exército. Observemos ainda o episódio da multiplicação dos pães e peixes. O povo estava faminto e não tinha como comprar pão com facilidade nem também tinham recurso para tanto.
2) Deus realiza milagre em resposta a petição de um crente quando o mesmo está vivendo em obediência a Sua Palavra. No salmo 84.11, é-nos dito que Deus não sonega bem algum aos que andam na retidão. No Novo Testamento encontramos que Deus ouve as preces do suplicante quando ele guarda os Seus mandamentos (1 Jo 3.22).
3) Deus realiza um milagre em resposta a súplica do crente quando ele crer que Deus pode fazer o que ele está pedindo. Quando dois cegos procuraram a Jesus para curá-los, Ele perguntou se eles criam que Ele era capaz de fazer o que eles pediam. Como a resposta foi positiva o Senhor determinou que o milagre acontecesse conforme a fé deles, o que de fato aconteceu (Mt 9.27-31). Em outra ocasião o Salvador disse a uma mulher cujo irmão tinha morrido e estava sepultado havia quatro dias que se ela cresse veria a glória de Deus, manifestada na ressurreição de Lázaro (Jo 11.40). Em outra ocasião Jesus disse a um homem aflito que precisava de um milagre na vida do seu filho que estava possesso, que tudo era possível ao que crê (Mc 9.23).
4) Deus realiza milagre em resposta a oração de um crente quando é de Sua vontade. Deus é um ser pessoal, tem uma vontade soberana a que todos devem aceitar e se submeter. Paulo tinha um problema em sua vida que ele chamou de um espinho na carne, mensageiro de Satanás para esbofeteá-lo, e que por três vezes tinha orado ao Senhor que fizesse um milagre removendo o espinho. Deus não atendeu a Paulo como ele queria, mas lhe deu a graça necessária para suportar o problema até morrer (2 Co 12.7-9). O apóstolo João em sua primeira carta (1 Jo 5.14) disse que se pedíssemos alguma coisa a Deus que fosse de acordo com a Sua vontade Ele nos ouviria.
Amados, continuemos apresentando as nossas necessidades a Deus principalmente aquelas que não podemos resolvê-las esperando Dele um milagre, pois isso é bíblico, mas tenhamos consciência de que Deus estabeleceu princípios que Ele observa quando quer fazer as coisas. Se porventura aquilo que queremos que seja feito por Ele de forma miraculosa não for de Sua vontade, procuremos nos conformar com isso, pois, a vontade Dele é boa, perfeita e agradável (Rm 12.2), inclusive naquelas situações em que há uma negativa de Sua parte. 
Pr. Eudes Lopes Cavalcanti