ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

10-Mª das Graças Maciel

13-Katiane Ferreira (E. Sátiro)

15-Janiele Andrade

PALESTRA DEPTº EDUC. RELIGIOSA: no próximo domingo, dia 17/06, pela manhã, teremos uma palestra sobre “Como Fazer uma Leitura Produtiva da Bíblia”, que será proferida pela Profª. Isabel Cristina, de nossa Igreja. Essa palestra irá nos ajudar a fazer uma leitura da Bíblia com mais produtividade.

Tamanho da letra:

O ferro flutuou

 
No segundo livro de Reis (2 Rs 6.1-7) encontramos um episódio onde um grupo de jovens, filhos de profetas, aproximou-se do profeta Eliseu e fez-lhe uma sugestão para que se procurasse outro local para construção de um alojamento maior para eles, devido o existente não oferecer mais condições para tanto. Com o consentimento de Eliseu que, inclusive, os acompanhou, os jovens tomaram providências para fazer a obra. Começaram a cortar a madeira, mas aconteceu um incidente que diz que o ferro do machado de um deles tinha-se desprendido do cabo e caído no rio. Como o machado era emprestado o jovem ficou angustiado e procurou o profeta Eliseu e contou-lhe o ocorrido. O profeta pediu para ele informar aonde o ferro do machado tinha caído. O homem de Deus jogou um pedaço de pau onde o ferro tinha caído e o ferro do machado flutuou. Milagre de Deus!
Desse episódio podemos extrair diversas lições para as nossas vidas, senão vejamos: 1) Devemos ter sempre a visão de ampliar as coisas no Reino de Deus. Aqueles jovens tinham consciência de que o lugar onde eles habitavam estava sendo pequeno e aspiravam um espaço maior. “Amplia o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitações se estendam; não o impeças; alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas. Porque transbordarás à mão direita e à esquerda;...” Is 54.2,3; 2) Convidar o Senhor Jesus para nos acompanha em todos os nossos empreendimentos. Os jovens pediram a Eliseu para que fosse com eles, no que foram atendidos. “Quando chegaram perto do povoado para onde iam, Jesus fez como quem ia para mais longe. Mas eles insistiram com ele para que ficasse, dizendo: Fique conosco porque já é tarde, e a noite vem chegando. Então Jesus entrou para ficar com os dois” Lc 24.28,29; 3) Antes de fazer qualquer coisa precisamos verificar se o que temos em mãos dá para fazer sem causar prejuízos. (o ferro do machado estava folgado, o que levou ele a se desprender do cabo); “Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que a acabar?” Lc 14.28; 4) Apresentar a Deus as nossas dificuldades como o jovem apresentou a Eliseu a perda do ferro do machado. “Não estejais inquietos por coisa alguma; antes, as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus, pela oração e súplicas, com ação de graças” Fp 4.6; 5) Saber exatamente onde está o problema, ou ter consciência do mesmo para confessarmos a Deus. O jovem sabia aonde o ferro tinha caído e mostrou o local a Eliseu. “Lembra-te, pois, de onde caíste, e arrepende-te, e pratica as primeiras obras; quando não, brevemente a ti virei e tirarei do seu lugar o teu castiçal, se não te arrependeres” Ap 2.5; 6) Deus é todo-poderoso, capaz de fazer qualquer coisa, no caso Ele fez o ferro do machado flutuar o que é impossível aos olhos humanos. “... apareceu o Senhor a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus todo-poderoso;...” Gn 17.1; “Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido” Jó 42.2. “Porque para Deus nada é impossível” Lc 1.37.
Guardemos, amados, essas lições em nossos corações, pois o Novo Testamento diz que tudo o que dantes foi escrito para o nosso ensino foi escrito para que pela paciência e pela consolação das Escrituras tenhamos esperança. Rm 15.4. Deus graciosamente nos quer ensinar através dos fatos acontecidos no passado e registrados em sua Palavra, visando um aprofundamento maior de nossa vida espiritual. 
Pr. Eudes L. Cavalcanti