ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

25-Risolene Fernandes

26-Jaciara Araújo

27-Valdilene Régis

ORANDO PELAS FAMÍLIAS

Coloquemos diante do altar do Senhor, nesta semana, a família do Presb. José Diniz (Diniz, Lúcia, Laércia, Laélia, Og, Makobi e Nícolas). “Orai uns pelos outros para que sareis”.

Tamanho da letra:

Ano de Eleição

 

As Sagradas Escrituras nos revelam que Deus é soberano e que governa todo o universo. Revelam elas ainda que o Senhor estabelece os mandatários e os remove quando quer (Dn 2.21). Ainda a Palavra de Deus nos revela que toda a autoridade é instituída por Deus (Rm 13.1).

De acordo com a bondade de Deus foi dado aos povos à liberdade de escolher a forma de governo que lhe convier, se é monarquia, se é república, se é parlamento, ou outra qualquer. O fato é que uma vez instalado no poder entende-se que aquele mandatário por vontade divina (permissiva ou diretiva) chegou aonde chegou.

No nosso País os governantes são escolhidos pelo povo através do voto livre e democrático. Deus deu ao brasileiro o privilégio de escolher a quem lhe convier para o exercício de um mandato, isto nos níveis federal, estadual e municipal.

No próximo dia 03/10 o povo brasileiro estará sendo convocado para exercer a sua cidadania escolhendo o presidente e vice da República, o governador e vice do Estado e os representantes legislativos no âmbito federal (deputados e senadores) e no âmbito estadual (deputados).

A ética cristã orienta o crente a ser criterioso no depósito de seu voto. O crente em Cristo não deve votar por interesse próprio e sim deve votar naquele candidato que tenha uma melhor proposta para o bem estar geral do povo. Não é aceitável que um crente “venda” o seu voto por uma receita médica, por um emprego, por uma cesta básica, por uma camisa, por um boné, por uma passagem, por um favor qualquer. Quem faz isso está prestando um desserviço à pátria brasileira.

Nós que fazemos a III IEC/JPA não temos como instituição nenhum candidato oficial nos níveis citado acima. Os membros e congregados são livres para votar em quem lhe convier. Só lembramos aos irmãos que existem ainda, graças a Deus, homens sérios, comprometidos com o povo, que devemos prestigiar, dentre eles alguns candidatos evangélicos. Não nos esqueçamos de orar a Deus pedindo que Ele dê curso a sua vontade no que se refere à escolha daqueles que irão governar o País. 
Pr. Eudes L. Cavalcanti - 24/09/10