ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

10-Mª das Graças Maciel

13-Katiane Ferreira (E. Sátiro)

15-Janiele Andrade

PALESTRA DEPTº EDUC. RELIGIOSA: no próximo domingo, dia 17/06, pela manhã, teremos uma palestra sobre “Como Fazer uma Leitura Produtiva da Bíblia”, que será proferida pela Profª. Isabel Cristina, de nossa Igreja. Essa palestra irá nos ajudar a fazer uma leitura da Bíblia com mais produtividade.

Tamanho da letra:

Contando o que Deus fez

 
Nos Evangelhos Sinóticos (Mateus, Marcos e Lucas), encontramos o relato de uma poderosa ação libertadora, protagonizada pelo Senhor Jesus Cristo, de um homem endemoninhado. Aquele homem vivia uma vida miserável, pois estava totalmente dominado pelo Diabo, tinha a sua morada no cemitério de Gadara, andava de dia e de noite pelos montes e pelos sepulcros, urrando feito bicho, ferindo-se com pedras, e muitas vezes fora preso, mas quebrava as cadeias que o prendiam, e ninguém conseguia dominá-lo.
Quando o Senhor Jesus visitou Gadara, esse homem teve um encontro com Ele e toda a sua vida mudou, pois Jesus com o seu grande poder o libertou da prisão do Diabo. Depois de liberto, o gadareno manifestou o seu desejo de acompanhar Jesus no seu ministério itinerante, mas o Senhor tinha outro plano para a sua vida: “Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez, e como teve misericórdia de ti” Mc 8.19. 
Amados, todos nós, sem exceção, estávamos escravizados pelo pecado e éramos por natureza filhos da ira, mas Deus por graça e por misericórdia nos alcançou com a salvação eterna, através do Evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo, e nos libertou do poder do pecado e do Diabo.
É do interesse de Deus que nós que fomos alcançados pela sua graça salvadora, a compartilhemos com outrem, ou seja, que proclamemos o que Ele fez por nós. 
O Senhor Jesus Cristo deixou para a sua Igreja uma grande comissão: “E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda à criatura. Quem crer e for batizado serra; mas quem não crer será condenado” Mc 16.15,16. Portanto, como crentes em Cristo que somos, temos que nos empenhar para ser partícipe dessa gloriosa tarefa de proclamar as virtudes daquele que nos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz.
Se nunca pensamos em nos envolver com essa obra ou se já sabemos de nossa responsabilidade, mas, ainda não consagramos a nossa vida a este mister, se faz necessário que nos humilhemos diante de Deus, e peçamos graça e força para anunciar as pessoas o que Deus fez por nós. Aliás, um crente cheio do Espírito Santo inevitavelmente se envolverá com essa obra, pois é desejo de Deus alcançar os seus eleitos mediante a pregação do Evangelho. “... e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a Palavra de Deus” At 4.31.