ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

25-Risolene Fernandes

26-Jaciara Araújo

27-Valdilene Régis

ORANDO PELAS FAMÍLIAS

Coloquemos diante do altar do Senhor, nesta semana, a família do Presb. José Diniz (Diniz, Lúcia, Laércia, Laélia, Og, Makobi e Nícolas). “Orai uns pelos outros para que sareis”.

Tamanho da letra:

Tempos Trabalhosos

 

Todos sabem pelas Escrituras que Deus tem estabelecido um plano para a humanidade, consistindo esse plano, como todos os planos, de início, desenvolvimento e conclusão. Está previsto nesse plano que, quando estiver perto de sua conclusão ou consumação, a humanidade experimentará tempos difíceis ocasionados por problemas em diversas áreas da vida social. Segundo o texto de Paulo, na segunda carta a Timóteo 3.1-9, esses tempos trabalhosos serão ocasionados, também, pela intensidade da maldade do coração do homem. ”Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirãotempos trabalhosos. Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te...”.
Nesse plano, ainda está previsto o juízo de Deus sobre essa última geração, cujo perfil está delineado no texto citado, através dos selos, trombetas e taças do livro de Apocalipse, que é a grande Tribulação prevista no Antigo e no Novo Testamento (Dn12.1; Mt 24.21,22; Ap 3.10).
Considerando que a Igreja viverá também nesse contexto de dificuldades até o grande dia da segunda vinda do Senhor, para buscá-la e levá-la para Si, ela deve está preparada para enfrentar as lutas e atribulações que virão sobre si. Aliás, Jesus nunca prometeu aos seus servos que não enfrentariam dificuldades neste mundo, pelo contrário, o Senhor disse que no mundo eles teriam aflições, mas, que tivesse bom ânimo porque ele vencera o mundo (Jo 16.33).
Hoje podemos observar como está ficando difícil viver neste mundo: O aumento assustador da população mundial, a escassez dos recursos naturais, a degradação do meio ambiente (o aumento do buraco da camada de ozônio, o degelo do Ártico, a poluição das fontes dàgua, etc.), a desvalorização da vida humana, a escassez de emprego devido à informatização, automatização e robotização das empresas, a banalização do sexo estimulada pelos meios de comunicação de massas, a relativização dos valores da sociedade, a desvalorização de instituições outrora sólidas como, por exemplo, o casamento, etc. Como a tendência dessa degradação geral é aumentar à medida que nos aproximamos do fim, segundo as Escrituras, os homens ficarão perplexos angustiados e até alguns desmaiarão mas não se arrependerão dos seus pecados (Lc 21.26; Ap 16.9).
Irmãos amados, devemos levar a sério essas revelações da Bíblia Sagrada e procurarmos viver uma vida de santidade, consagrada, servindo ao Senhor de todo o nosso coração, aguardando a manifestação do Senhor Jesus em glória. Portanto, valorizemos mais os cultos da Igreja, o seu ministério envolvendo-nos nele, contribuindo assim para a expansão do Reino de Deus.