ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

25-Risolene Fernandes

26-Jaciara Araújo

27-Valdilene Régis

ORANDO PELAS FAMÍLIAS

Coloquemos diante do altar do Senhor, nesta semana, a família do Presb. José Diniz (Diniz, Lúcia, Laércia, Laélia, Og, Makobi e Nícolas). “Orai uns pelos outros para que sareis”.

Tamanho da letra:

NÃO PERDENDO O FOCO

A Bíblia Sagrada nos revela a existência de um reino espiritual no qual o crente foi inserido pelo poder de nosso Senhor Jesus Cristo. “Ele nos tirou da potestade das trevas e nos transportou para o Reino do Filho do seu amor” Cl 1.13. Revela ainda a Palavra de Deus que quando nos convertemos a Cristo, pela instrumentalidade do Espírito Santo, ressuscitamos espiritualmente e fomos assentados nos lugares celestiais, numa esfera de vida superior a esta aqui deste mundo. “e nos ressuscitou juntamente com ele, e nos fez assentar nos lugares celestiais, em Cristo Jesus” Ef 2.6. Diante dessa realidade, o Salvador disse que não somos mais deste mundo. “Dei-lhes a tua palavra, e o mundo os odiou, porque não são do mundo, assim como eu não sou do mundo. Não peço que os tires do mundo, mas que os livres do mal. Não são do mundo, como eu do mundo não sou” Jo 17.14-16. Corroborando com as palavras do Senhor, o apóstolo Paulo feriu o assunto, quando escreveu aos Colossenses: “Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. Pensai nas coisas que são de cima e não nas que são da terra; porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus” Cl 3.1-3.
Infelizmente temos observado que muitos servos de Cristo, que já não são mais deste mundo, vivem como se a ele pertencesse, pois toda a sua atenção, os seus interesses, as suas motivações e consequentemente a suas ações estão voltadas para as coisas desta vida. Vivem como se aqui fossem viver para sempre.
Quem pensa e vive assim é porque perdeu o foco da vida cristã. Perdeu o alvo estipulado por Deus que determinou em sua Palavra que todos aqueles que professassem o nome de Jesus vivessem exclusivamente para a glória dele. “Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus” 1 Co 10.31.
Quando um crente em Cristo começa a se envolver com as coisas deste mundo, amando-as, priorizando-as, vivendo só em função delas, está correndo um grande perigo e pondo em risco a sua vida espiritual. O apóstolo João, calejado na vida ministerial, disse em sua primeira epístola, sobre o assunto: “Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não são do Pai, mas do mundo. E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre” 1 Jo 2.15-17. Tiago, o irmão do Senhor, em sua epístola disse que aqueles que quisessem ser amigo do mundo constituem-se inimigos de Deus. “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus” Tg 4.4. Diz ainda Tiago que o Espírito de Deus tem ciúmes quando amamos as coisas deste mundo e desprezamos as coisas de Deus (Tg 4.5).
E aí querido irmão, você não acha que já é tempo de mudar de vida e de ter em mente o foco correto da vida cristã? Busque a presença do Senhor para que o foco real da sua vida seja uma realidade. 
Pr. Eudes Lopes Cavalcanti.