ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

01-Carlos Alberto (Pb)

01-Lamarck Ribeiro

02-Kézya Lopes

03-Mª Júlia (E. Sátiro)

03-Albiana Alves

05-Fábio Lima

05-Saullo Vinicius (E. Sátiro)

05-Débora Thamyres

07-André Augusto

07-Anna Júlia

08-Mª da Conceição

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:

Família: um propósito de Deus 


A família é uma instituição divina. É a unidade básica da sociedade, o começo de tudo. E é por isso, que é tão importante para formação do caráter e para o desenvolvimento humano. Para Deus ela representa “o coração da sociedade, da igreja, e da nação”. Sem a família, a sociedade humana sucumbe, pois a elevação ou decadência do seu futuro são determinadas pelos costumes e pela moral do indivíduo que cresce ao nosso redor. Deus é o arquiteto da família, e ao instituí-la, Ele teve como objetivo relacionar-se com o seu povo, e estabelecer um ambiente em que as pessoas pudessem se desenvolver, crescer e amadurecer de modo íntegro e saudável. Cada ser humano tem necessidade que só a família pode preencher. Quando isso não acontece, fica uma lacuna, de modo que a pessoa não sente suficientemente apta para enfrentar a vida. A família é a base de nossas vidas. Através dela podemos desenvolver a nossa segurança emocional, o senso de responsabilidade e a maturidade física e espiritual. Para que haja um relacionamento de paz e amor na família, é necessário que esse lar seja regido pelo amor e temor de Deus e pelos ensinos de Sua Palavra. E se a vontade de Deus for cumprida, o marido e a mulher se respeitarão entre si e com os seus familiares. A vida a dois firmada em Jesus Cristo dá ao casal uma base sólida para constituir sua família para a glória de Deus. O homem é o cabeça da família e a autoridade principal sobre o lar. O pai, como líder da família, recebeu de Deus a incumbência de orientar seus filhos nos caminhos do Senhor. “E estas palavras que, hoje te ordeno estarão no teu coração. E as ensinarás a teus filhos, e delas falarás assentado em tua casa, e andando pelo caminho, e ao deitar-te, e ao levantar-te” Dt 6.6,7. “Ensina a criança no caminho em que deve andar, e, ainda quando for velho, não se desviará dele” Pv 22.6. Os pais devem se interessar pela vida espiritual dos filhos, orar por eles, estimulá-los na vida devocional, desenvolvendo-lhes experiências de fé, etc. Devem ainda integrar seus filhos no serviço cristão, ensinando-os a amar a Deus de todo o coração, respeitar o semelhante, ter uma vida decente, além de prepará-los para a volta de Cristo. Deus deseja que as nossas famílias sejam símbolos da família do céu. E que a cada dia, pais e filhos conservem em mente esse fato, mantendo entre si, relações de membros da família de Deus. Então, sua vida será de tal natureza que dará ao mundo uma lição objetiva do que podem ser famílias que amam a Deus. Cristo será glorificado e Sua paz, graça e amor impregnarão o círculo da família como um precioso perfume. 
Irmã Valda