ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

14-Avani Dantas

15-Luiza dos Santos

17-Tiago de Andrade (filho/Vera)

19-Yan Ferreira (E. Sátiro)

20-Dc. Josias Batista

21-Rivanda Belmont

22-Isabel Cristina

CULTO COMEMORATIVO: no domingo 28/10, pela manhã, teremos um culto comemorativo da Reforma Protestante. A reflexão bíblica de 15 a 20 minutos será feita pelo Dc. Josias conforme escala de outubro. Em seguida, o pastor da Igreja fará uma exposição sobre esse fato histórico.

Tamanho da letra:

UNIÃO: caminho para prosperidade espiritual

Aprendi com meus pais – semi-analfabetos e humildes, que a família deve permanecer unida e que os irmãos nunca devem se afastar um dos outros, mesmo se estiver distantes fisicamente, e que, se porventura, algum dos irmãos sofressem ou passassem necessidade, o outro deveria lhe socorrer.

Esse amor demonstrado em forma de união deve ser ainda mais enfatizado entre nós que fazemos parte da família de Deus, entre nós que nos denominamos irmãos em Cristo. Lembremo-nos de que a Bíblia diz que somos uma família, a família de Deus e que a nota dominante em nossos relacionamentos é o amor de Deus que está sendo derramado pelo Espírito Santo em nossos corações. “Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos, e da família de Deus” Ef 2.19. “E a esperança não traz confusão, porquanto o amor de Deus está derramado em nossos corações pelo Espírito Santo que nos foi dado” Rm 5.5.

Não deverá haver em nossos corações qualquer raiz de amargura, de indiferença em relação a outro irmão, e, caso isso aconteça, é preciso urgentemente pedir misericórdia a Deus para que o Espírito Santo, que habita em nós, ajude-nos a liberar o devido perdão.

Devemos sim nos perdoar mutuamente a fim de que o Senhor não encontre empecilhos na nossa vida capazes de impedir a realização de sua obra. Tudo o que devemos pensar e fazer, deve ser em prol do Reino de Deus. O Senhor Jesus quer usar a mim e a você, querido irmão, como canais para abençoar vidas, para levar a verdade da Palavra de Deus aos pobres pecadores que carecem da salvação em Cristo Jesus, nosso querido Redentor.

Somos a família de Deus e, por isso, não podemos viver nos digladiando por motivos quaisquer. Jesus morreu para nos dar vida, e esta vida que Ele quer que vivamos deve ser permeada pela verdade e pelo amor.

Portanto, deixemos as questões superficiais e nos unamos através do perdão para engrossarmos as fileiras daqueles que estão comprometidos, de forma eficaz, com a obra do Senhor. Assim fazendo não temos dúvida nenhuma de que a graça divina envolverá as nossas vidas e seremos canais de bênçãos nas mãos do Senhor.

“Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós” Cl 3.13.

Profª. Virgínia Macedo (Cong. Bessamar)