ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

09-José Afonso (E. Sátiro)

10-Neusa de Moura

12-Edvando Bonifácio (Dc. R. do Sol)

14-Mª Teodória

15-Mª Eliane

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:
A esperança morre?

Tem um adágio popular que diz assim: “A esperança é a última que morre”.
Só que a nossa esperança jamais morrerá – porque ela está firmada em Jesus Cristo.
Antes de ser convertida, eu pensava que a esperança poderia acabar. Isto porque não conhecia o nosso Deus verdadeiramente. Só então, que compreendi que ela jamais morreria; porque ela está ligada intimamente a uma fé firme e a uma sólida confiança em Deus.
E então eu pergunto: - O que é esperança? - Esperança é o ato de esperar aquilo que se deseja. É uma expectativa relacionada a uma promessa. É manter a confiante perseverança para se alcançar o futuro.
Nos Salmos 146:3 e 5, o salmista faz um paralelo entre “confiança” e “esperança”. E ele diz o seguinte: “Não confieis em príncipes nem em filhos de homens, em que não há salvação”. “Bem-aventurado aquele que tem o Deus de Jacó por seu auxílio e cuja esperança está posta no Senhor, seu Deus”.
A esperança firme do crente é uma esperança que não traz dúvida; a esperança, portanto, mantém segura e firme a nossa vida, assim como a âncora mantém seguro o barco. (Hebreus 6.19)
A âncora revela segurança. Quando o comandante quer parar o seu navio para esperar algo, estando fora do cais, ele lança uma âncora ao mar. Ela segura a embarcação com tal firmeza que a mesma não sai do lugar. Mesmo que a maré ou a ressaca estejam fortes. Da mesma forma é a esperança do cristão. Ela dá firmeza a sua fé. “... é impossível que Deus minta, tenhamos a firme consolação, nós, os que pomos o nosso refúgio em reter a esperança proposta, a qual temos como âncora da alma, segura e firme, e que penetra até ao interior do véu” Hb 6.18,19.
A esperança é triunfante e vitoriosa. Tudo depende dos fundamentos da nossa esperança. Em quem e em que estamos depositando a nossa esperança? A nossa esperança e confiança não devem estar firmadas em seres humanos, nem em bens materiais, nem em dinheiro, antes deve estar em Deus, no seu Filho Jesus Cristo e na sua Palavra.
Com isto, não quero dizer que seja pecado desejar uma vida melhor, de se esforçar para obter coisas que nos proporcione um conforto. Não é pecado sonhar com o que é bom. O que constitui o pecado é a ganância, a avareza, a cobiça, a inveja, etc.
É pecado dar mais importância as coisas materiais do que as espirituais. Não é pecado possuir coisas, mas é pecado permitir que as coisas nos possuam.
“E o Deus da esperança vos encha de todo o gozo e paz no vosso crer, para que sejais ricos de esperança no poder do Espírito Santo.” (Romanos 15.13).
Irmã Valda