ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

01-Carlos Alberto (Pb)

01-Lamarck Ribeiro

02-Kézya Lopes

03-Mª Júlia (E. Sátiro)

03-Albiana Alves

05-Fábio Lima

05-Saullo Vinicius (E. Sátiro)

05-Débora Thamyres

07-André Augusto

07-Anna Júlia

08-Mª da Conceição

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:

A Misericórdia de Deus

Conta-se que havia um jovem no exército de Napoleão, que cometeu um ato tão grave, a ponto de ser condenado à morte. Na véspera de seu fuzilamento, a mãe do jovem foi falar com Napoleão e implorou misericórdia para o filho. Napoleão replicou: - Mulher, seu filho não merece misericórdia. – Eu sei – ela disse. – Se ele merecesse, não seria misericórdia.
E foi exatamente isto, o que Deus teve por nós, misericórdia. Portanto o mínimo que podemos fazer é agradecer a Deus por este atributo divino, uma vez que fomos beneficiados por ele.
E como afirmou Eduardo Joiner: a misericórdia de Deus é a demonstração da sua bondade e amor, em manifestação de compaixão e piedade para com aqueles que estão em aflição, ou expostos a miséria e ruína. E a sua misericórdia chega para o livramento das criaturas caídas.
Deus é misericordioso, a sua misericórdia se estende não somente aos homens crentes e descrentes, mas também a criação inteira; as suas misericórdias é sobre todas as suas obras (Sl 145.9), Ele mesmo é quem dá a todos a vida, a respiração, e todas as coisas (At 17.25). Ele supre todas as necessidades da vida: porque faz com que o sol se levante sobre maus e bons, e a chuva desça sobre justos e injustos (Mt 5.45).
É importante notar que as misericórdias que Deus concede aos ímpios são exclusivamente de natureza temporal; quer dizer, limitam-se estritamente a presente vida. Não haverá misericórdia que se estenda a eles, além-túmulo. Enquanto isto há uma misericórdia soberana reservada para os herdeiros da salvação, comunicada a este através de Jesus Cristo.
Quanto aos ímpios, apesar do seu continuado desafio a Deus, eles esperam contar com a atitude misericordiosa de Deus em favor deles. Muitos dizem assim: não acredito que Deus me lançará no inferno; Ele é misericordioso. Só que Deus é Deus de justiça, como de misericórdia, e Ele declarou expressamente que “ao culpado não tem por inocente...” Ex 34.7. Sim ele disse: “Os ímpios serão lançados no inferno e todas as nações que se esquecem de Deus” Sl 9.17.
Deus mostra misericórdia para o penitente sincero e não para o impenitente (Lc 13.3).
É diabólico continuar no pecado e ainda querer contar com a misericórdia de Deus.
O fato é que aqueles que negligenciam as leis da saúde espiritual sofrerão para sempre a “segunda morte”. E até o lançamento dos reprovados no “lago de fogo” é um ato de misericórdia; porque não seria justo que Deus permitisse que os seus filhos fossem forçados a viver no meio dos filhos do diabo. Em Apocalipse 21.27 encontramos que na Nova Jerusalém (no Céu) não entrará coisa alguma que a contamine e cometa abominação e mentira, mas só os que estão inscritos no livro da vida do Cordeiro.
Irmã Valda