ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

25-Risolene Fernandes

26-Jaciara Araújo

27-Valdilene Régis

ORANDO PELAS FAMÍLIAS

Coloquemos diante do altar do Senhor, nesta semana, a família do Presb. José Diniz (Diniz, Lúcia, Laércia, Laélia, Og, Makobi e Nícolas). “Orai uns pelos outros para que sareis”.

Tamanho da letra:

 

Comprometidos com um projeto divino

 

        Paulo, apóstolo de nosso Senhor Jesus Cristo, escrevendo a Tito revelou que fora comissionado por Deus para proclamar o Evangelho de Cristo visando despertar a fé daqueles contemporâneos seus que foram escolhidos por Deus para a salvação desde a eternidade. “Paulo, servo de Deus e apóstolo de Jesus Cristo, para promover a fé que é dos eleitos de Deus e o pleno conhecimento da verdade segundo a piedade” Tt 1.1. Sabia Paulo que Deus tinha um projeto definido na eternidade que estava sendo executado no tempo e que esse projeto envolvia a chamada, através do Evangelho, daquelas pessoas que foram escolhidas para a salvação desde os tempos eternos.

   

Descobrimos pelas Escrituras que o homem é pecador aos olhos de Deus, e que essa condição foi herdada de Adão quando esse personagem pecou desobedecendo a uma ordem expressa de Deus. O texto sagrado nos diz em Romanos 3.23 que todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus. Que todos os seres humanos herdam a natureza pecaminosa de Adão, e que a culpa do pecado do cabeça federal da raça humana foi imputada a sua descendência se extrai do texto de Romanos 5.12, que diz: “Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado, a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram”.

    As Sagradas Escrituras ainda nos revelam que Deus graciosamente, movido por amor, preparou uma obra redentora através de seu Filho Jesus Cristo, que assumiu uma natureza humana, e morreu na cruz pelos pecados do homem. “o qual (Jesus Cristo) foi entregue por causa das nossas transgressões e ressuscitou por causa da nossa justificação” Rm 4.25. (Veja ainda 1 Co 15.1-4).

    Ainda encontramos nas Escrituras que o Senhor Jesus comissionou a sua Igreja para que pregasse o Evangelho, que é as boas novas de salvação, em todo o mundo e a toda a criatura, para testemunho. “E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo; quem, porém, não crer será condenado” Mc 16.15,16.

     Ainda determinou Deus que essa salvação apregoada pela Igreja, fosse crida e recebida pela fé a fim de que o pecador perdido pudesse ser salvo e passasse a gozar das beatitudes da vida eterna neste mundo e em plenitude no porvir. “Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não de obras, para que ninguém se glorie” Ef 2.8,9.

     Dissemos acima que Deus comissionou a Igreja para ser um instrumento de propagação da mensagem que redime o homem da perdição eterna. Lembramos que a Igreja é composta de pessoas que servem ao Senhor. Assim sendo, apresentamos um grande desafio para todos que fazem a nossa Igreja, que é se comprometerem com esse que é um dos maiores projetos de Deus - alcançar os eleitos através da pregação do Evangelho.

     É sabido que missões se faz orando, indo e contribuindo. Lembramos que todos nós somos responsáveis por essa obra e que precisamos nos engajar nesse projeto divino. Ninguém deve ficar ausente. Todos devem dar testemunho de Jesus Cristo através de um viver santo, separado do pecado, e também abrindo a sua boca e falando de Jesus, de suas virtudes, especialmente, da virtude salvadora, pois só ele pode salvar o pecador perdido. “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos” At 4.12. Deve o crente ainda orar por missões, pela salvação das almas perdidas e contribuir financeiramente para que essa obra seja realizada.

     Deus ainda decidiu conceder o poder do Espirito para que essa obra seja realizada, conforme At 1.8: “mas recebereis poder, ao descer sobre vós o Espírito Santo, e sereis minhas testemunhas tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria e até aos confins da terra”. 

   Assim sendo desafiamos a todos os que fazem a III IEC/JPA a se comprometerem com esse projeto que é de Deus.                                

 

Pr. Eudes Lopes Cavalcanti