ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

12-Antônia de Lima

14-Elizabete Gomes (E. Satiro)

15-Severina Ferreira

15-Paula Francinett

16-Dc. Murilo Pedro

GRATIDÃO A DEUS PELOS PAIS DA IGREJA: agradecemos a Deus pela vida dos pais que fazem o ministério da III IEC/JPA. Louvamos a Deus pelo privilégio dado a eles de serem pais. Sabemos da grande responsabilidade deles diante de Deus, de criarem os seus filhos nos caminhos do Senhor, e para isso pedimos a graça divina. Rogamos sobre os pais uma benção especial de Deus neste dia, bem como durante a vida deles. Assim seja!

Tamanho da letra:

 

OUVIR é diferente de ESCUTAR

 

    Quando falamos em despertarmos do sono, estamos nos referindo a uma “zona de conforto espiritual” em que os crentes em sua maioria estão vivendo hoje. Essa “zona de conforto” tem nos distanciado daquilo que Deus tem preparado para cada um de nós e muitas vezes não estamos percebendo. Em nossos cultos Deus tem falado de maneira clara e objetiva, tem exortado, tem nos orientado e muitas vezes apenas estamos “escutando” e não “ouvindo” a voz do Senhor para uma mudança real em nossas vidas.

    No contexto teológico quando falamos em "escutar", trata-se de algo mais superficial, quando aquilo que se chega aos ouvidos não é necessariamente assimilado. Logo, não é absorvido como conhecimento/aprendizado, não faz diferença alguma. E no instante seguinte, é esquecido. Quando ouvimos algo, isto sim faz toda a diferença. Ouvir vai mais além. Ouvir envolve prestar atenção, interesse... Quando simplesmente “escutamos” algo, sem a devida atenção, logo esquecemos e indiretamente, estamos dizendo que aquilo não representa algo importante para nós. Quando “ouvimos” algo, prestando atenção e meditando no que foi ouvido, gravamos na memória a mensagem.

 

      Amados, quantos de nós estamos na igreja, “escutando” a Palavra e não vivenciamos uma mudança de vida? Quantas vezes Deus tem usado pregadores para nos exortar sobre vida espiritual, vida em santidade, adoração verdadeira, meditação diária na Palavra, mas simplesmente “escutamos” o que está sendo pregado, fechamos nossas Bíblias e voltamos para nossas casas  da mesma maneira que saímos?

      Irmãos, nosso sono está tanto que hoje podemos identificar qual o pregador que gostamos mais, seja porque fala bem ou gostamos do que ele fala, gostamos pela forma como exorta a igreja com mensagens impactantes, onde ouvimos glórias e aleluias em alta voz de alguns de nós, porque simplesmente “gostamos” da pessoa que está pregando, mas não acordamos para o que Deus está falando para nossas vidas através delas. Não paramos para OUVIR o que está sendo pregado para mudança de nossas vidas. Concordamos com tudo, damos glórias a Deus, choramos, mas não tomamos para nós, aquilo que Deus está falando, sempre achando que a palavra é para outra pessoa que “infelizmente” não estava no culto.

      Amados, precisamos subir a casa do Senhor, com nossos corações ansiosos para ouvir o que Deus tem para nós naquele culto, mas estamos buscando em outros lugares o que temos aqui e não prestamos atenção, não paramos para OUVIR Deus falar conosco. Muitas vezes achamos que Deus só fala usando uma pessoa para “profetizar” em nossas vidas e saímos por ai acreditando em tudo que escutamos, muitas vezes de pessoas que não tem o temor a Deus nem autoridade espiritual para profetizar e nós em nosso “sono” recebemos tudo, sem ter o discernimento do que é ou não da parte de Deus para nós. Se Deus usa os vasos na terra? Usa. Eu particularmente já fui muito abençoado por vasos que Deus usou para me abençoar, apenas precisamos entender que a maior profecia para nossas vidas é a Palavra de Deus e se pararmos para ouvir, meditar, mastigar e pôr em prática, a cada noite de adoração no santuário, sairemos cheios do Espírito Santo, regozijados e certos do amor de Deus por nós, tomando para nós cada mensagem pregada neste lugar.

       Que nós possamos a partir do culto de hoje pararmos para ouvir a voz de Deus, com nossos ouvidos atentos para ouvir e receber aquilo que vem de Deus para nós.                              

 

  Murilo Pedro