Editora Vida Nova

Você alguma vez já parou para pensar que a dor também faz parte do chamado cristão?
Sim, na verdade tanto a dor quanto a alegria são aspectos inerentes ao chamado de Deus. Mas quem quer ouvir falar de dor e sofrimento, vivendo nessa sociedade tão voltada para uma busca desenfreada de satisfação e realização pessoal? Mesmo entre os cristãos, essa visão do sofrimento e da dor como algo negativo, que se deve evitar, é bastante difundida.
No entanto, ao se referir e seu trabalho no ministério cristão, Paulo disse om convicção: Agora me alegro nos meus sofrimentos por vós e completo no meu corpo o que resta do meu sofrimento em Cristo, por amor do seu corpo, que é a igreja. O que será que ele quis dizer com isso? Como alguém pode se alegrar em seus sofrimentos?
Nesta obra o autor se dedica justamente a demonstrar como conciliar essas duas faces do chamado, pois nos mostra os seguintes aspectos:
A íntima ligação existente entre esses dois aspectos aparentemente antagônicos do chamado cristão;
De que forma o sofrimento nos aproxima de Deus;
De que modo o sofrimento nos torna mais eficazes para servir.
A abordagem de Ajith Fernando combina três fatores importantes:
exposição do que a Bíblia ensina sobre esse assunto, um olhar pastoral compassivo e experiente e sensibilidade intercultural, algo tão raro nesse mundo globalizado em que vivemos.
Ele abre os olhos do leitor para verdade incontestável mas que nós, cristãos do mundo ocidental, muitas vezes preferimos ignorar: a dor e o sofrimento fazem parte do chamado cristão. Devemos, portanto, aprender  a abraçar essa dor junto com nosso chamado e desenvolver um olhar capaz de enxergar a alegria que há em sofrer pelo nome de Jesus.
O missionário Ajith Fernando é diretor nacional da missão Jovens para Cristo no Sri Lanka desde 1976. Ele e a esposa estão ativamente envolvidos no ministério com populações carentes de áreas urbanas. É autor de vários livros publicados em mais de trinta línguas.

Editora Shedd Publicações

Quando saírem de casa, seus filhos levarão na bagagem um grande amor por Deus?
Nosso tempo com os filhos é curto, e há tanto a ser feito. Mas você pode cultivar um tesouro de valor infinito no coração de seus filhos; tesouro esse que os acompanhará pelo resto da vida.
Este livro é um recurso inspirador e bíblico para todos os pais. Tenha você filhos no jardim da infância ou na faculdade, encontrará aqui as ferramentas criativas e os meios necessários para reavivar a adoração a Deus em seu lar. Patrick Kavanaugh mostra como guiar sua família à presença de Deus na rotina diária.
Não cruze os braços e fique esperando que seus filhos cultivem um grande amor por Deus. Leve-os além dos cultos de domingo e mostre-lhes como adorar a Deus a semana inteira. Inspire-os a adorar ao Senhor tanto em particular quanto em público, e ajude-os a adotar um estilo de vida cristã vitorioso que não se acabará quando saírem de casa. 

Edições Vida Nova

1 / 1

Esta obra presta uma contribuição valiosa ao debate em torno das origens e do desenvolvimento do cristianismo. Larry Hurtado defende que, para compreendermos a natureza do cristianismo no primeiro século, precisamos levar em consideração todas as práticas devocionais dos primeiros cristãos, uma vez que a adoração foi o contexto em que os títulos cristológicos e outras manifestações da fé receberam significado específico — fato que tem sido amplamente desprezado.

Hurtado foca-se em duas características diferenciadoras da adoração da igreja primitiva: seu exclusivismo (rejeitando o culto de outras divindades) e seus contornos “binitários” (a adoração de Cristo ao lado de Deus). Situando o cristianismo primitivo no cenário religioso da Era Romana, Hurtado descreve as características do cristianismo que atraíram seguidores e os levaram a renunciar a outras religiões. 
O autor então volta a atenção para um debate mais detalhado sobre o lugar que Cristo ocupa na adoração monoteísta dos cristãos primitivos, mostrando que Cristo já figurava em sua vida devocional pública e privada em uma fase surpreendentemente inicial. O livro encerra com algumas reflexões para a adoração cristã dos nossos dias, levando em conta traços históricos das práticas devocionais do cristianismo primitivo.

Editora Thomas Nelson Brasil1 / 1

 

Responda sinceramente, o que são cinco minutos na vida de um casal? Para os autores SQuire Rushnell e Louise DuArt é tempo suficiente para revigorar o compromisso por meio da intimidade da oração. 
Encontrar a melhor maneira de orar junto com o parceiro é altamente gratificante e eficaz para renovar ou, milagrosamente, salvar um casamento, trazendo Deus para dentro de seu lar.
Em O poder dos casais que oram juntos, Rushnell e DuArt usam a própria experiência e as pesquisas realizadas pela Baylor University a fim de comprovar a eficácia da oração para aprofundar a união e a intimidade entre os cônjuges. 
Você vai conhecer também o dia a dia de oração de casais famosos como o ator Denzel Washington e sua esposa Pauletta, e a cantora Donna Summer e Bruce Sudano, em testemunhos emocionantes e reais.
Divertido, esclarecedor e poderoso, este livro irá ajudar marido e mulher a se beneficiarem de alguns minutos diários para estar junto de seu parceiro.

Edições Vida Nova

Deus, casamento e família

Reconstruindo o fundamento bíblico

Andreas J. Köstenberger - David W. Jones

 

  • SINOPSE

 

Vivemos uma crise no que diz respeito ao casamento e à família e somente com um retorno ao fundamento das Escrituras poderemos ter a esperança de recuperar essas instituições. A fim de fornecer um tratamento bíblico e integrado desses temas, os autores examinam o que a Bíblia diz sobre os propósitos que Deus tem para homem e mulher tanto no casamento quanto na vida familiar. Essa análise abrange tópicos como casamento, criação de filhos, solteirismo, homossexualidade, divórcio, novo casamento, contracepção, aborto, o papel de cada sexo e liderança no lar. Portanto, este livro é essencial para todos que buscam uma visão bíblica e uma resposta para os complexos desafios que nossa cultura lança às intenções de Deus para o casamento e a família.

Ao final da obra os autores prepararam um guia de estudo que facilita o aprendizado e é ideal para estudos em pequenos grupos.

Editora Mundo Cristão

Quem casa quer casa... e muitas outras coisas.

Quando duas pessoas tomam a decisão de se casar, o fazem cheias de expectativas. Nada mais natural para noivos apaixonados. Mas não demora muito para que ambos constatem que naquele mar de rosas com que sonharam existem muitos espinhos. 
Então, que fazer? Fingir que está tudo bem e suportar o sofrimento passivamente? Acabar com o compromisso mútuo assumido diante de Deus? o que, em última análise, também gera sofrimento?
Em O casamento que você sempre quis, Gary Chapman apresenta uma terceira alternativa, muito mais sensata para vencer as dificuldades do casamento e evitar a dor da separação. 
O autor de As cinco linguagens do amor e As quatro estações do casamento, entre outros sucessos, une décadas de experiência em aconselhamento familiar à sabedoria da Bíblia para ensinar o caminho que leva a uma união estável, harmônica e, principalmente, marcada por amor e compreensão.
Temas como diferença de temperamentos, divisão de responsabilidades, importância das decisões tomadas a dois, relacionamento com pais e sogros, e administração financeira do lar são tratados com objetividade a partir de orientações contidas nas Escrituras para homens e mulheres que levam a sério a expressão até que a morte os separe.

Gary Chapman escreveu vários livros, entre os quais As cinco linguagens do amor, obra que já alcançou marcas históricas de vendagem e ocupa há anos os lugares mais privilegiados das listas de best-sellers cristãos, e As quatro estações do casamento, outro sucesso, inclusive no Brasil. 

Editora Cultura Cristã

Santificação e crescimento em justiça após o encontro com Cristo. 
A santificação é fácil - ou possível - em um mundo em que as tentações tantas vezes no desviam? 
Poderemos nos libertar das pressões da culpa e do medo? 
Poderemos vencer o pecado? 
Poderemos agradar a Deus de fato nesta vida? 
Sproul encontra na graça de Deus a resposta a essas perguntas. O mundo, a carne e o diabo continuarão a agir, mas continuaremos a depender do Deus da santificação para conduzir-nos no caminho que nos leva a agradá-lo e glorificá-lo. 
Sobre o Autor:
R. C. Sproul é presidente de Ligonier Ministries, professor de Teologia Sistemática no Reformed Theological Seminary e diretor emérito de Prison Fellowship, Inc. Teólogo e pastor, formou-se pelo Pittsburgh Theological Seminary e obteve seu grau de doutor pela Free University of Amsterdam. O Dr. Sproul é autor de vários livros.

Editora Fiel

A busca radical de alegria em Deus poderá custar sua vida... Mas valerá a pena.
O mundo vive o anseio inconsolável da busca da satisfação através de todos os meios - mas não de Deus. Tentamos satisfazer este anseio por meio de férias com paisagens pitorescas, habilidades criativas, produções cinematográficas extraordinárias, aventuras sexuais, esportes espetaculares, drogas alucinógenas, devoções rigorosas, excelência administrativa, dentre muitas outras coisas.
Mas o anseio permanece. Viramos as costas para a formidável beleza de Deus e nos apaixonamos por nossa própria sombra. A plena satisfação em Deus é algo perigoso mesmo. Pode custar-lhe os amigos. Pode custar-lhe a reputação e até mesmo sua vida. Mas valerá a pena, pois  a graça de Deus é melhor do que a vida!
Neste livro, John Piper destila a essência da plena satisfação em Deus e fala da realidade bíblica do Deus glorificado e da alma satisfeita.

Editora Fiel

 

Este livro apresenta soluções provadas durante anos de ministério especializado em aconselhamento. 
O autor aborda os problemas comuns dos lares cristãos, mostra o propósito de Deus para o lar e, ainda mais, aponta o que Ele quer que façamos para solucionar os problemas.

 

Editora: CPAD

A autora, uma psicóloga nacionalmente conhecida por atuar como palestrante e eventos da CPAD, fala a respeito da convivência a dois, que pode ser analisada em três partes:

Sócios ? saber administrar a parte financeira do casamento, além dos deveres o obrigações que lhe é pertinente
Amigos ? um relacionamento onde a amizade e o companheirismo fala mais forte;
Amados ? a intimidade do casal e suas implicações no dia-a-dia.
Estes três pilares existem em qualquer relacionamento, mas precisam conviver em harmonia... é o que analisa a psicóloga.

O casamento é uma instituição divina, mas quem faz o casamento acontecer são os cônjuges, que votam entre si e comprometem-se a conjugar as situações cotidianas e surpreendentes que a vida lhes reserva.

Para ser bem-sucedido e pleno, ele precisa estar apoiado em três pilares de sustentação:

Na sociedade, Na amizade, Na manutenção do amor
Em uma leitura agradável, de abordagem direta e sincera, a autora aborda temas que são essenciais aos que desejam um relacionamento pleno no casamento:

o namoro, a amizade, o afeto, o perdão, a essencialidade do diálogo, a vida familiar
a administração das finanças, o sexo e a vida conjugal, as diferenças entre homens e mulheres, a construção do amor. 
Este livro vai ajudar você - sócio, amigo e amado - a ser cúmplice quando houver concordância, ser verdadeiro diante do erro, ser fiel perante o adultério, ser leal na hora da tristeza, ser parceiro diante das atribuições, ser presente na hora da dor, ser doador na hora da carência, e ser você mesmo diante do cônjuge que dança com você as músicas da vida.

Elaine Cruz é Psicóloga clínica e escolar. Terapeuta de família e especializada em Psicomotrocidade e Dificuldades de Aprendizagem. É Mestre em Educação pela Universidade Federal Fluminense, professora universitária, e possui vários trabalhos publicados e apresentados em congressos no Brasil e exterior. É missionária e conferencista internacional. Como escritora tem vários livros publicados e recebeu o Prêmio ABEC de Melhor Autora Nacional. É casada há mais de vinte anos com o pastor Oficial Superior da Marinha do Brasil, Álvaro Cruz, e tem dois filhos, Thiago e Pamela.

Editora CPAD



Neste livro, você entrará em contato com a beleza e o significado dos nomes bíblicos.

Cada nome revelava a natureza e até o ofício de seu possuidor.

Este livro é ideal para se dar nomes a bebês, conjuntos musicais e classes da Escola Dominical.

Faça como os antigos hebreus: viva a significação de cada nome.

 

 

EDITORA CPAD

 

O que Deus está querendo falar quando permanece em silêncio?
Ao ler esta obra, o leitor descobrirá como lidar com as contradições do dia-a-dia, obter tranquilidade em meio às tormentas e enfrentar as dúvidas e decepções na caminhada cristã.
Essa é uma jornada de fé em busca da vontade de Deus, que está sempre pronto a falar a seus filhos até mesmo em silêncio.

Um manifesto reformado
Desde 2005, três amigos se revezam nos comentários sobre os mais diversos assuntos que se referem à vida da igreja e à sociedade. Em comum, a pena afiada, a identidade reformada e o zelo pela fé cristã. O palco escolhido por Augustus Nicodemus, Mauro Meister e Solano Portela é o blog O tempora, O mores (Que tempos os nossos! E que costumes), referência à célebre frase de Cícero (106-43 a.C).
Dentre as centenas de textos postados por eles, Augustus Nicodemus selecionou alguns dos seus para se projetarem além da blogosfera, e assim oferecer suas percepções sobre a igreja evangélica e sobre o que entende ser a ascensão e queda do movimento evangélico brasileiro.
Liberais, neo-ortodoxos, libertinos e neopentecostais, não escapam da escrita certeira de Augustus, cujo objetivo com a publicação de O Que Estão Fazendo Com a Igreja vai muito além da simples (e saudável) polêmica. Seu desejo é fortalecer os que insistem em seguir a fé bíblica conforme entendida pelo cristianismo histórico. 
Sem esquecer as mazelas de conservadores, fundamentalistas e neopuritanos,Augustus traça um panorama do complexo cenário evangélico com a firmeza que lhe é peculiar.
Não é preciso grande dose de perspicácia para constatar que, nas últimas décadas, muitos evangélicos se distanciariam dos postulados da Reforma Protestante. Não há preocupação em interpretar corretamente o texto bíblico, o os parâmetros da hermenêutica e com a ética cristã. 
Os escândalos se multiplicam e a credibilidade da Igreja Brasileira esmorece cada vez mais. Há pouco interesse pela educação teológica. Assim, a Igreja Evangélica no Brasil não consegue mais ser sal da terra nem luz do mundo.
É muito mais influenciada do que influência. Os prejuízos têm sido enormes para a evangelização e para o crescimento espiritual dos fiéis.

Leia mais...

 

Editora Vida

 

Peter Wagner, especialista do movimento fé-e-trabalho, compartilha a mudança de paradigma mais relevante desde a Reforma: a construção de pontes entre a igreja nuclear e a igreja estendida, a fim de eliminar a distância entre a igreja que se reúne uma vez por semana e o cristão no ambiente de trabalho. 

O povo de Deus é igreja todos os dias, não apenas aos domingos. Nos outros seis dias da semana, os seguidores de Cristo transformam-se na igreja estendida. Neste livro abrangente, Peter Wagner mostra aos cristãos como expandir sua visão e como viver sua fé tanto no dia-a-dia quanto nos bancos da igreja. 

Jesus ministrou no ambiente de trabalho. E nós também devemos fazê-lo. O cristão no ambiente de trabalho é um guia para a transformação desse cenário cotidiano. Este livro ajudará você a compreender seu chamado para o serviço e a sentir que Deus está pronto para abençoar sua atuação profissional. 
 
Sobre o Autor:
  
Charles Peter Wagner foi professor de Crescimento da Igreja no Fuller Theological Seminary School of World Mission, Pasadena, EUA, por 28 anos. Fundou o Wold Prayer Center e o Global Harvest Ministries, do qual é o atual presidente. Autor de mais de 60 livros. Ele e sua esposa vivem em Colorado Springs.

 

Editora:  CPAD

Quando Jesus morreu na cruz parecia que tudo estava perdido. Parecia que a morte tinha vencido. Porém, depois de permanecer três dias no sepulcro de um homem rico, Jesus apareceu. Vivo!

A notícia foi tão impressionante que os seus seguidores se recusaram a crer até que o viram com seus próprios olhos, e tocaram as suas feridas com as próprias mãos. Então Jesus fez uma declaração impressionante:
No futuro, eles teriam corpos ressuscitados como o dEle, corpos que jamais se deteriorariam, que jamais envelheceriam. Jesus lhes prometeu uma vida sem morte e sem dores, na presença do Deus amoroso, para todo sempre.

Porém, será que também podemos crer nessa promessa? Será que podemos crer que essa promessa maravilhosa foi feita por um homem que ressuscitou dos mortos? Em um olhar fascinante direcionado às afirmações dos escritores do Evangelho, e 2.000 anos de experiências de cristãos cheios de fé, o autor Josh e seu filho Sean o convidam a examinar as evidências claras e abundantes de que Jesus Cristo venceu a morte e a sepultura. E eles o desafiam a responder à seguinte pergunta: Se Jesus ressuscitou há 2.000 anos, o que isso tem a ver comigo hoje?

 

 

 Editora Hagnos

O desafio da missão cristã consiste, segundo o doutor, González, em entender correta e teologicamente o que é a cultura, que lugar ocupa no plano de Deus, como funciona e qual é a relação da igreja com a cultura, porque somente assim poderemos entender a nós mesmos e também nossa missão.
 
Os sete capítulos do livro abordam magistralmente temas fundamentais: a relação entre fé e cultura, cultura e criação, cultura e pecado, cultura e diversidade, cultura e evangelho, cultura e missão e cultura e culto. 
Trata-se, portanto, de um livro muito útil e necessário para a vida e missão da igreja na América Latina.

Como deve ser a adoração?

Há apenas uma maneira verdadeira de adoração?

Existem formas impróprias?

Litúrgica formal

Tradicional com hinos

Contemporânea

Carismática

Combinada

Emergente 
Este formato único de debate teológico permite que o leitor compreenda as várias abordagens, avalie os pontos fortes e fracos de cada uma, compare as diferentes perspectivas e chegue a suas próprias conclusões sobre esse tema palpitante.