ANIVERSARIANTES DA SEMANA   

01-Carlos Alberto (Pb)

01-Lamarck Ribeiro

02-Kézya Lopes

03-Mª Júlia (E. Sátiro)

03-Albiana Alves

05-Fábio Lima

05-Saullo Vinicius (E. Sátiro)

05-Débora Thamyres

07-André Augusto

07-Anna Júlia

08-Mª da Conceição

Reuniões administrativas final de ano

13/12 – Reunião do Conselho Eclesiástico;

21/12 – Confecção Calendário 2019;

23/12 (M) - Assembleia da Igreja (homologação diretorias, recepção membros e separação para o oficialato )  

 

JANTAR DE CONFRATERNIZAÇÃO: o nosso jantar de confraternização será no dia 31/12, logo após o culto de final de ano. O culto será no horário das 21 às 23h, seguindo-se o jantar, que será no estilo americano. O Pb. Evandro José será o coordenador desse evento.

Tamanho da letra:

Os deveres dos Crentes

       A Igreja, na sua expressão local, é uma instituição divina, segundo a Bíblia Sagrada: “à Igreja de Deus que está em Corinto, aos santificados em Cristo Jesus, chamados santos,...” 1 Co 1.2. A igreja para ser Igreja tem que ter sido regularmente instalada, com os seus oficiais (pastores, presbíteros e diáconos), seus membros e congregados bem como deve ter como regra de fé e prática as Sagradas Escrituras.

       Considerando a exposição acima, é bom lembrar aos membros e congregados que fazem parte de nossa Igreja, inclusive obreiros, que é um privilégio ser membros ou congregados de uma Igreja genuinamente evangélica. Se por um lado é um privilégio gozar da comunhão com os santos do Senhor, usufruir dos cuidados espirituais da Igreja e da sua atenção e reconhecimento, também existe certas obrigações que devem ser lembradas:

 

1)       É dever de todos os crentes viver uma vida que agrade a Deus;

2)        É dever de todos os membros da Igreja frequentar assiduamente aos seus trabalhos;

3)       É dever de todos os crentes ser pontual nos seus compromissos, mormente, com os da sua Igreja;

4)       É dever de todos os membros da Igreja contribuir fielmente com os dízimos e as ofertas para a manutenção do trabalho do Senhor realizado por ela;

5)        É dever de todos os membros da Igreja trabalhar para o seu desenvolvimento espiritual e numérico;

6)       É dever de todos os crentes em Cristo não serem maledicentes, fofoqueiros, ou falarem mal dos outros;

7)       É dever de todos os membros da Igreja obedecer aos seus pastores como autoridades constituídas por Deus dentro dela;

8)       É dever de todos os membros da Igreja, especialmente dos oficiais, quando se ausentarem dos cultos ou em viagem, informarem ao Pastor da Igreja;

9)       É dever de todos os membros, priorizarem em tudo as atividades da Igreja a que pertence e só saírem para realizar atividades em Igreja diferente da sua quando autorizados pela liderança da mesma.

      Essas lembranças se fazem necessárias por que muitos de nós têm se esquecido de suas responsabilidades diante de Deus e da Igreja a que pertence.

     Se você teme a Deus e quer ser uma bênção e sê em tudo abençoado procure, com a graça divina, cumprir os seus compromissos para com a Igreja a que você pertence.

                                                Pr. Eudes Lopes Cavalcanti